26.10.2006

Adoro-Odeio, Brasil-Áustria

Por que odeio a Áustria:
1) O frio, 2) O frio, 3) O frio
Por que adoro a Áustria:
A Neve quando cai é linda. Um dia bonito com tudo coberto de neve fresca...
Odeio a Áustria:
Por que de manhã cedo a gente entra no metrô e quase desmaia com o fedor de salsicha!
Por que adoro o Brasil:
1) Itaquá, 2) Itaquá, 3) Itaquá
Odeio a Áustria:
Por que eu tenho que ligar, marcar dia e hora pra ver os amigos.
Adoro o Brasil:
“Oi, tava por aqui de bobeira e resolví dar um alô!”
Odeio o Brasil:
Por que eu ligo, marco, dia, hora e local pra encontrar e “neguinho” não aparece, não liga, nem dá satisfação, tá nem aí...
Odeio a Áustria:
Com minhas amigas austriacas falamos sobre relação sexual insatisfatória.
Adoro o Brasil:
Com as brasileiras falamos: “o cara não come direito, não mete legal....”
Odeio a Áustria:
Por que nao posso pedir pro motorista de ônibus pra abrir a porta enquanto o sinal está fechado apesar de estar à um passo da calçada!
Adoro a Áustria:
Por que em toda parada tem uma tabela informando a hora que o transporte vai passar e é batata: chega na hora mesmo! (Azar o teu que chegou 5 segundos atrasado(a), o motorista fecha a porta no teu nariz!)
Odeio a Áustria:
Por que posso acenar histericamente no meio da rua, gritar, jogar beijinhos, levantar a saia (como fazia Fernanda Young) que não adianta: o motorista só para no ponto!
Odeio a Áustria:
Por que quando o metrô está enchendo e sou obrigada a tocar uma parte humana alheia, é um mal estar tão grande que eles sentem... coisa esquisita.
Adoro o Brasil:
Todo mundo se gruda, se espreme, se sufoca no ônibus e ninguém se incomoda, aliás tem uns até que...fica para o item abaixo
Odeio o Brasil:
No ônibus espremido, o cara com a “barraca armada” roçando em você. Ninguém merece!
Odeio a Áustria:
Por que no metrô é um silêncio estrangulador e ao contrário da Inglaterra que todo mundo enfia a cara num livro, aqui eles ficam brincando de sério, olhando pro teu escórnio! "Daonde ela vem, o que ela faz, pq veio pra cá, olha como ela se porta..." Consigo ler todas estas dúvidas na cara deles enquanto me secam com o olhar! Òtima dica de Dora Flor: "I-Pod bem alto e olhe sempre para o teto!"
Adoro o Brasil:
No ônibus, a mulher que acabou de sentar do teu lado, te contou entre uma parada e outra que seu filho é "maconheiro", o marido tem amante, a filha já não é mais virgem e daí eu tento brincar de sério mas logo percebo que é impossivel!
Odeio a Áustria:
Quando entro na loja e vou á caça de alguém pra me atender, peço para provar a roupa da vitrine e ela me diz: "Sinto muito, não posso fazer isto!" "Mas você quer vender ou não?" Ela já virou de costas e me deixou falando sozinha.
Odeio o Brasil:
Quando tento entrar na loja, 3 vendedoras me disputam e a mais cara de pau ganha a briga: "Oi, tudo bem?" (Que pergunta mais íntima!) "Eu só..." "Como é o teu nome? Meu nome é Márcia! Olha que lindo chegou hoje!" "Eu não quer..." "Não faz teu estilo? Mas tá super na moda, vem cá, vou te mostrar mais.." (me segura pelo braço e me puxa pra dentro da loja) E eu só queria saber o número do prédio...
Adoro a Áustria:
Por que eu chego no banco e ao invés de ter uma fila quilométrica, tem o(a) atendente atrás do balcão com um sorriso me esperando! Parece que ele(a) fica ali o tempo todo esperando eu chegar!
Odeio o Brasil:
Em média 2 horas pra pagar uma conta de luz! (E quando chega a tua vez o cara diz que você tá na fila errada!)
Adoro a Áustria:
Por que quando eu ultrapasso meu limite bancário, o caixa automático continua enchendo a minha mão de euros! E a minha agencia bancária liga depois de semanas que estou no negativo, para, muito educadamente, perguntar se há previsão de melhoras financeiras!
Odeio a Áustria:
Por que eu quero que quando alguém me faz um favor é por que tá a fins de fazer, quando não tá a fins não faz, porr@! Peço para alguém me ajudara com o carrinho de bebê, por exemplo, e o cara ajuda de má vontade e de contra gosto. Seria mais verdadeiro ter dito não!
Odeio o Brasil:
Você pede muito educadamente para alguém te ajudar em algo e o mané fala na tua cara: "Tô afins não, brother!"
Adoro o Brasil:
Por que quando passo na frente de uma construção, minha auto-estima aumenta instantâneamente (“Gostosa! Lindeza! Mulherão!”) Quando vou num botequim: "Pois não, meu anjo!", Na padaria: "Que deseja, minha flor?"
Adoro o Brasil:
Por que posso tomar água de côco no calçadão da praia de Icaraí olhando uma das mais belas paisagens do Mundo.
Odeio o Brasil:
Por que enquanto um olho vê esta paisagem linda e maravilhosa, o outro tá olhando nervoso de um lado pro outro pra "sacar neguinho" e não dá mole pra mané!
Adoro a Áustria:
Por que posso andar de madrugada sozinha sem medo de ser assaltada, raptada, estuprada, assassinada...
Odeio a Áustria:
Por que todo mundo na rua tem cara emburrada! (Por que será? O sétimo país mais rico do mundo, não tem miséria, favelados, tudo funciona direitinho...que coisa esquisita)
Odeio a Áustria:
O pobre aqui é gordo e triste. (Generalizando, é claro. Mas quem mora aqui há de concordar comigo)
Adoro o Brasil:
O pobre é magro e feliz! (Também generalizando, é claro.)
Adoro a Áustria:
Por que não tem barata! (Copyright: Fernanda Nigro)
Adoro a Áustria:
Apfelstrudel, Topfenknödel com molho de frutas, Zwiebelrötbraten, Beuschel, Martinigans...
Adoro o Brasil:
Doce de banana, queijo minas, goiabada, feijão preto da tia Telma, Bacalhau...
Kalbsgulasch da Sogrinha versus Língua ensopada da dona Zilda
Kaiserschmarren do Maridão versus Quindim da tia Mirinha.
É, acho que encerrando com comida, acaba dando empate!